O exame permite avaliar de modo mais preciso dificuldades cognitivas (mentais) que o adulto está enfrentando na vida acadêmica, profissional ou social.

O exame inclui a investigação detalhada das funções intelectuais (como atenção auditiva e visual, memória​, linguagem, planejamento e organização, flexibilidade e controle de impulsos). Também são avaliados aspectos psicológicos que podem comprometer as funções intelectuais (como ansiedade e depressão, por exemplos).

Teste prancheta.jpg

Alguns pacientes procuram o exame para avaliar a presença de transtornos que não haviam sido diagnosticados anteriormente mas que poderiam persistir na vida adulta, como o Transtorno do Déficit de Atenção / Hiperatividade (TDAH), a Dislexia e a Discalculia.

Em alguns casos, o exame é solicitado para investigar consequências de lesão / disfunção no funcionamento intelectual do sistema nervoso central, por diferentes causas

  • traumatismos cranianos

  • acidentes vasculares

  • infecções do sistema nervoso (meningites e encefalites)

  • doenças neurológicas

  • tumores cranianos

  • uso de substâncias e álcool

Veja mais informações sobe o exame